Os dias que passam

Pouca gente a trabalhar. Os outros ou estão em quarentena, ou em greve (caso CTT), ou gozam uma tolerância de ponto oferecida pelo Governo. Tudo para afundar o Covid. Mas se não afundam o Covid, afundam a economia nacional. Governo e oposição, com subtis diferenças, concorrem para o nosso bem-estar até que a dívida pública chegue aos calcanhares do mundo. Porque nisto, como em outras coisas mais, nós não temos ideias: copiamos a dos outros. Se eles falharem, o mal fica repartido e quase não se nota. Nos outros. Em nós fará uma diferença catastrófica de que só teremos notícia quando mudar este governo e vier outro pior. Melhor não virá. Já foi testado nas últimas décadas. Pior seremos sempre capazes de fazer. Nessa altura esquecemos tudo e abrimos a porta ao turismo, a ver se nos salva.