Gratidão


Não pense que sou grata por tuas pequenas
gentilezas.
Gosto de pequenas gentilezas.
De facto as prefiro à gentileza mais
substancial, que está sempre a te cravar os olhos,
feito um grande animal sobre o tapete
até que a tua vida inteira se reduza
a nada além de levantar manhã após manhã
embotada, e o sol luminoso rebrilhando em seus caninos.

Louise Glück, poeta, Prémio Nobel da Literatura, 2020

Tradução de Pedro Gonzaga, poeta e tradutor brasileiro, retirada da revista de cultura Estado da Arte.