Décima IV

LoboTodos quantos aqui estão,
Excepto sòmente nós,
São do vício mais atroz
A mais perversa união:
O que é homem é cabrão;
As mulheres, sem disputas,
Têm três diversas condutas:
As velhas são feiticeiras,
As outras alcoviteiras,
As raparigas são putas.

António Lobo de Carvalho, “O Lobo da Madragoa” (séc. XVIII)
“Poesias joviais e satíricas” in “Antologia de Poesia Portuguesa Erótica e Satírica“, selecção de Natália Correia com ilustrações de Cruzeiro Seixas, edições Afrodite