O camelo

Arrepiou-se ao homem o cabelo
Quando a primeira vez viu o camelo:
Aquele grande corpo, o mau feitio
O obrigou com pavor a ficar frio.

Mas vendo que a ninguém ele se lança,
Pouco a pouco tomou tal confiança,
Que não só a chegar a ele se anima,
Porém pôs-lhe uma albarda e carga em cima.

La Fontaine, “Fábulas” (tradução de Curvo Semedo)