As cores

Rui veio encontrar-se com a rapariga no centro comercial. Ela disse que o esperava ao cimo das escadas rolantes. Usava uma blusa verde e jeans, disse. Afinal, não se conheciam. Rui subiu a escada, viu uma rapariga de blusa vermelha, abraçou-a e beijou-a. Levou um enorme bofetão. Confundiu o vermelho com o verde. Era daltónico, desculpou-se.

António Garcia Barreto in “Contos para enfeitar o bolso da camisa” (no prelo)

Autor: António Garcia Barreto

Um tipo à procura de palavras para escrever frases que falem de coisas inúteis.