O mundo avança e o sexo não descansa

Ao preencher um formulário num site, na parte respeitante ao sexo da pessoa, sou surpreendido com uma listagem de sexos possíveis. Não pasmei, ri-me. Eu sei que vivemos numa civilização decadente, dominada por imbecis e fanáticos, pelo que nada me espanta. Mas dá-me vontade de rir. Depois de uma vida a estudar, a trabalhar e a viver pelas várias partes do mundo, combatente numa guerra perdida muitos anos antes, viajante e conhecedor de outros povos, alguns deles observados em pelo, ensinaram-me e aprendi que havia dois sexos. É claro que à medida que ia crescendo fui sabendo que os sexos, sendo embora dois, tinham praticantes que assumiam vários papéis com os sexos que tinham, por diversas razões, que na gíria popular tomavam diferentes nomes. E havia mesmo quem assumisse mais do que um papel. Era pacífico. A natureza não foi perfeita, ou foi-o à sua maneira. Não é isso que aqui está em causa.

O que está em causa é o formulário sobre sexo que me deram a preencher. Arrolava ele:

Sexo

  • Feminino
  • Masculino
  • Neutro
  • Plural (feminino)
  • Plural (masculino)
  • Plural (misto)
  • Plural (neutro)
  • Não especificado

Estamos muito à frente. Eu acho que, tendo em conta o rol acima, foram capazes de se ter esquecido do sexo Plural (singular) e Singular (plural). Talvez até Misto (misto). E não sei se não seria de incluir sexo Bacanal e sexo Swing.