Raul Brandão

RAUL BRANDÃO ERA UM GRANDE ESCRITOR…, documentário de João Canijo produzido por ocasião de Guimarães 2012: Capital Europeia da Cultura, propõe-se regressar a Nespereira, a terra que o escritor adotou como sua, para encontrar rastos da sua vida. A última longa-metragem de Manoel de Oliveira, realizada a partir de uma peça de Raul Brandão, conta a história de Gebo, um contabilista, que vive com a mulher e a nora, inquieto pela ausência do filho, João que, quando reaparece, altera o estado das coisas, ou o das expectativas. A pobreza está no centro de O GEBO E A SOMBRA, “o dinheiro nunca se perdoa”. Um filme terrível e austero, em que se “sorri bastante (…) pela delicadeza e graça com que Oliveira condimenta a austeridade da sua mise-en-scène, e pela delicadeza, em estado de graça, do seu sexteto de atores” (Luís Miguel Oliveira, Ípsilon).

Fonte: 6 excelentes motivos para vir até cá…2 a 7 de julho ‹ Para ver na Cinemateca ‹ Reader — WordPress.com