O juiz Cool

image

Eu próprio nunca devia ter sido juiz; nessa qualidade, estive demasiadas vezes do lado errado; a lei não admite subtilezas. Lembram-se do velho Carper, o pescador que vivia numa casa flutuante, no rio? Expulsaram-no da cidade porque se queria casar com aquela rapariguita de cor muito bonita, que agora trabalha para Mrs. Postum, acho eu; e ela amava-o, sabem, eu costumava vê-los quando ia pescar, eram os dois muito felizes; ela era para ele aquilo que ninguém foi para mim, a única pessoa no mundo para quem não temos segredos. Apesar disso, caso ele tivesse conseguido casar com ela, o dever do xerife seria prendê-lo e o meu dever seria condená-lo. Às vezes, dou por mim a imaginar que todos aqueles a quem chamei culpados passaram a verdadeira culpa para mim; em parte é isso que me faz querer, por uma vez antes da morte, estar, sem sombra de dúvida, do lado certo.

Truman Capote in «A Harpa de Ervas”