Nobel da Literatura 2018

O Prémio Nobel da Literatura de 2018 já era. A Academia Sueca está a limpar a casa. Nos últimos três anos tem defendido e elegido autores que causaram alguma fricção internacional, como foi o caso de Bob Dylan. Músico, poeta, letrista, escritor, homem dos sete ofícios? Não sei. Não foi uma escolha muito consensual. O problema, porém, não é dos nomeados e dos eleitos, mas sim interno, ao que parece. Enquanto a Academia não aspira a casa, ficamos a saber que este ano não há Nobel da Literatura, mas para o ano haverá dois premiados. Apraz-me pensar que é desta vez que António Lobo Antunes vai ganhar. Ou talvez não. A sua obra tem aqueles ressaltos de leitura pouco académicos. E uns títulos que lembram um comboio com várias carruagens atreladas. A ver vamos. Afinal, todos os anos há listas e apostas. E já houve outras interrupções na história da atribuição do Nobel da Literatura. Seguindo o link há informação mais pormenorizada.

Autor: António Garcia Barreto

Um tipo à procura de palavras para escrever frases que falem de coisas inúteis.