Madame de Loynes

tumblr_p4vqd59tZn1rrnekqo1_540.jpg

Madame de Loynes (1862), por Eugène-Emmanuel Amaury-Duval. Óleo s/tela

Madame de Loynes aproveitou a sua beleza e sagacidade para conquistar Paris e, através de seu amante, o príncipe Napoleão, abrir um dos mais brilhantes salões literários do Segundo Império. Sentada em almofadas de seda em cor botão de ouro, o vestido de tafetá preto brilhante – estendido pela cortina púrpura e o cabelo preto como azeviche – emprestam ao rosto macio o brilho opalino da luz da lua. O olhar hipnótico é emoldurado por brincos no estilo neo-grego.”

(via Books and Art)