Leitores e etc.

Escrever, escrever, escrever. Onde estão os leitores? Ou filmar, filmar, filmar. Ou ensaiar, ensaiar, ensaiar. Onde estão os espetadores? E os museus? E a música? E a dança? Perguntas. É verdade que quem consome cultura é quase sempre uma elite com base cultural, classe média, salário para extras. É preciso ser incentivado desde criança a interessar-se pela cultura. Em casa e na escola. Num país pequeno como o nosso, sem tradição cultural, essa elite é despicienda. Há, no entanto, países com menor ou igual população, mas com gente que se interessa pela cultura: Noruega, Suécia, Islândia, Bélgica, Holanda, Dinamarca… Melhores salários, maiores incentivos culturais, o que nem sempre significa gastar mais dinheiro. Ideias. Projetos exequíveis. Dinamismo. Portanto, nós por cá continuamos mal. Mas temos um Ministério da Cultura e uma ministra. Ao que parece para distribuir uns subsídios e mais não sei o quê. Uma inutilidade. Mas fica bem no retrato dos políticos.

Escrever, escrever, escrever. Para quê? Para quem?

Como se tornar um escritor

“Você provavelmente precisa de um dicionário de sinónimos, um livro de gramática rudimentar e um controle da realidade. Este último significa: não há almoço grátis. Escrever é trabalho. Também é jogo. Você não tem um plano de pensão. Outras pessoas podem ajudá-lo um pouco, mas essencialmente você está sozinho. Ninguém está obrigando você a fazer isso: você escolheu, então não reclame.”

Margaret Atwood

O Cio das Manhãs

Amigos do BRASIL interessados no meu livro de poesia podem obtê-lo em muitas livrarias do país, a começar pela Livraria Martins Fontes, em São Paulo, na Av. Paulista. (R$32,00).

Cruzeiro Seixas, o mestre surrealista

Fotografia © Augusto Brazio.
Cruzeiro Seixas faleceu ontem, 08/11/20, aos 99 anos (cumpria o centenário no próximo dia 03/12). Pintor e poeta surrealista, preferia ser conhecido como “um homem que pinta”. O retrato do surrealista numa intervenção surrealista (ou quase).

Leitura de um poema de “O Cio das Manhãs”

Eventuais interessados no meu livro de poemas “O Cio das Manhãs”, autografado e com portes grátis, podem contactar-me através do email agbmail(at)sapo.pt. Envio via CTT para Portugal. Preço de autor 8,00€. (Preço de capa 12,00€).

O livro também está à venda online, em edição em papel ou em ebook (Preço 12,00€ e 5,00€), respetivamente. Encontra-se (ou virá a estar) à venda no Brasil, edição em papel. (Preço R$32).

O Cio das Manhãs