Explicação difícil

Michel Houllebecq, escritor

E você, Michel, o que faz aqui? A resposta mais próxima da verdade será provavelmente algo como ‘Nada’; mas é sempre difícil explicar esse tipo de coisa para uma pessoa ativa.

Michel Houellebecq in “Plataform”

Apeteces

 O teu amor
 não sei como te dizer
 descobriu-me um dia
 e depois abandonou-me

 Quando me chamas
 sei que não me amas
 Quando me esqueces
 sei que não me mereces
 
Mas tu que não me amas
 e me esqueces… apeteces

© António Garcia Barreto 
(do livro em preparação "Lúcido Rumor")

Retalhos da vida em confinamento

(folhetim desaconselhado a almas sensíveis)

Há pessoas que vão passear o cão dez vezes ao dia. Perguntei a uma delas se aquilo não era exagero. Respondeu-me que o cão sofria da bexiga. Receitei-lhe uma infusão de barbas de milho para o animal. 🐕‍🦺

Qual não é o meu espanto quando deparo com duas senhoras a passear os gatos, de trela, eles muito atrapalhados pois o uso de trela não é a onda deles. 🐈

– Toda a gente sabe que são os animais que passeiam os donos – diz-me a porteira do prédio n.º 2021, de mau humor, enquanto apanhava os excrementos dos cães alheios.