Na praia

Raça de marinheiros que outra coisa vos chamar
senhoras que com tanta dignidade
à hora que o calor mais apertar
coroadas de graça e majestade
entrais pela água dentro e fazeis chichi no mar?

Ruy Belo in "País Possível", Assírio & Alvim, Lisboa, 1973

Café Notre Dame

Uma espécie de trauma sexual 
prende um casal abismado 
Ele está segurando as duas mãos dela nas suas 
Ela está beijando as mãos dele 
Estão olhando-se nos olhos de muito perto 
Ela tem um casaco de peles feito duma centena de coelhos correndo 
Ele tem um casaco clássico sombrio e calças cinza-de-pardo 
Agora estão a examinar as palmas das mãos um do outro como se fossem mapas de Paris ou do mundo como se estivessem à procura do Metrô que os levasse juntos através dos caminhos subterrâneos através das «estações do desejo» até ao terminal do amor até às portas da cidade-luz 
É um caso sem saída e estão perdidos 
nas linhas cruzadas das suas palmas enlaçadas suas linhas de cabeça e linhas de coração suas linhas de sorte e linhas de vida ilegíveis e misturadas no mons veneris da sua paixão

Lawrence Ferlinghetti in "A Boca da Verdade, Antologia Portuguesa", tradução de André e Isabelle Lima, 1986
(O poeta faleceu a 22/02/2021, aos 101 anos).


			
		

A estratégia

A direita está a utilizar as plataformas digitais para minar a estratégia do Governo quanto ao desconfinamento, tentando fazer com que ceda mais depressa a desconfinar. O número de infetados e internados voltará assim a subir, o que servirá para acusar depois o Governo de não ter mão no combate à pandemina..

Festival RTP da Canção 2021

Ainda há quem veja e siga o Festival da Canção. E quem acredite que aquilo vale a pena. Não fosse tudo bastante mau, acresce ainda a piroseira do guarda-roupa dos concorrentes e seus pares. Um Festival que começou por ser realmente de canções em Portugal e em toda a Europa, deu nisto: uma espécie de pantomina, artes circenses, ou ginástica acrobática, sem desprestígio para estas que têm o seu lugar próprio, mas não num festival da canção. Letras, música, vozes, falhas de inspiração, aspiração e respiração. Como no filme Nha Fala do guineense Flora Gomes, quando apresentam a Vita a letra de uma canção pedindo a sua opinião, ela respondeu: “Deixava só as vírgulas”.

Mais pobres

Os melhores de todos nós, de toda uma geração, estão a deixar-nos. Todos os dias desaparece um. Sinto que não deixam continuadores do seu humanismo, da sua vontade de lutar, da sua inteligência, do seu saber. Não deixam continuadores porque entre o passado, ainda recente, e o agora, houve uma revolução. Revolução que, para o bem e para o mal, de algum modo alterou as mentalidades, criou outras realidades e modos de estar. Somos agora mais filhos da virtualidade, menos adeptos do companheirismo, da vizinhança, da amizade peito a peito. Não me interpretem mal. Mas estamos desconsoladamente mais pobres.

Novidade literária

Romance. A estória de um homem que foi à procura do seu passado, encontrou uma mulher e ficou sem futuro. Livro em formato de papel e ebook. Clicar na imagem para ir diretamente para o site da editora. À venda em Portugal e no Brasil.
Poemas de circunstância e do quotidiano. Em formato de papel e ebook. Clicar na imagem para ir diretamente para o site da editora. À venda em Portugal e no Brasil.